Aprendendo a ouvir

Deus nos deu DOIS ouvidos e UMA boca, isso, com certeza, deve querer dizer alguma coisa, você não acha? 😉

Esse nosso mundinho globalizado está cada vez mais repleto de pessoas que não sabem ouvir. Isso vai de alunos que não prestam atenção aos professores a pais que não fazem nem ideia do que se passa com seus filhos. Ainda tem algumas relações de trabalho que tornariam todos mais produtivos se os colegas aprendessem a se ouvir.

Todo mundo sabe que escola pode ser um saco! Mas se o aluno prestar atenção, sai de lá muito mais rápido. E se os professores aprendessem a ouvir e prestar atenção ao modo como os alunos se comportam tornariam tudo mais prático de aprender. ;P

Os pais andam ocupados demais, na maioria das vezes. Não tem cinco minutos pra escutar o filho pequeno contar como foi seu dia na escola e mostrar o desenho que fez com tanto carinho. Quando os filhos crescem eles reclamam que não os conhecem, mas será tarde demais. Porque não souberam ouvir o que se passam em seus corações. u_u

No trabalho a coisa é complicada. São adultos estressados que estão sempre querendo passar por cima uns dos outros. Eles não param pra pensar o quanto ganhariam se  conversassem mais.

Mas, como sempre, existe algo muito mais importante que isso, na minha opinião. Um caso específico que considero primordial. Acima de tudo, AMIGOS precisam aprender a se ouvir. Nenhuma amizade no mundo sobreviverá se não houverem alguns monólogos entre dois amigos.

É, monólogos mesmo! Porque, como já disse antes por aqui (em algum post que não me recordo agora), muitas vezes a única coisa que o seu amigo precisa é ser ouvido por você. Contar toda a situação, se derramar em lágrimas antes de poder continuar. É nesse momento que você deve mostrar que se importa com essa pessoa que está diante de você (a não ser que você seja apenas um filho da mãe sem sentimentos ¬¬”).

Demonstre todo o seu sentimento apenas calando a boca e prestando atenção no que o seu amigo tem a dizer! Não fale bobagens, não brinque, não julgue, não encha ele de conselhos.

Ele não precisa ouvir suas besteiras e nao quer ser zoado pelo que tenha acontecido…

Não deve ser julgado porque só Deus tem condições de fazer isso…

E conselhos não são  necessários, se ele tiver oportunidade de desabafar vai acabar descobrindo o que fazer por si mesmo.

Se você conseguir fazer isso, se realmente for capaz de dar atenção a alguém além de você mesmo, vai estar feliz por ter essa oportunidade. Isso vale muito a pena. Vale muito “perder” um pouco de tempo com seu amigo quando ele precisa disso. Deixar os seus problemas de lado por um momento e ajudar alguém apenas com a sua presença (por inteiro, corpo presente apenasnão serve).

Fazendo isso a gente percebe que não somos os únicos a ter conflitos e que ajudar alguém traz um alívio enorme pra quem tem coragem de se doar. Melhor ainda! O seu amigo vai estar com você por muito tempo (porque, pra sempre não existe, né?!) e terá a oportunidade de retribuir (melhor, a vontade). Vocês serão felizes juntos e terão o privilégio de dizer que são realmente amigos.

Advertisements

8 thoughts on “Aprendendo a ouvir

  1. Realmente, aprender a escutar é uma arte, mas pra isso é necessário algo que te irrita muito porque eu tenho^^

    Paciência^^

    Eu gosto de escutar meus amigos, gosto mesmo e de ajudar no que eu posso^^

    otimo post como sempre^^

    Se cuida guria^^

    Love U

    Gostar

  2. “encosta sua cabeçinha no meu ombro e chooora” – (musica antiga, mas tem sentido)

    Acredito que, quando recem-nascidos, aprendemos primeiro a ouvir do que falar. mas com o passar do tempo essa nossa habilidade de ouvir se esvai, com a mesma intensidade que se vai falando, falando e falando…

    Ultimamente nao se acha mais amigos pra contar segredos ou simplesmente desabafar. Os tempos mudam e as atitudes das pessoas tbm..

    Por sorte eu sou da velha guarda, se quiser me contar qqr coisa, tamo ae bolinho!

    Te amo!

    Gostar

  3. É, eu sei como é. Minha melhor amiga e eu já tínhamos uma amizade forte havia tempos, mas estávamos passando por uns “ralas”. Aí, quando a situação já tava insustentável, sentamos, conversamos e concordamos em OUVIR uma à outra. Nos comprometemos a, como você mesma disse, permitir monólogos sem tentar dar uma de “ah, eu sei o que você deve fazer” pra cima da outra. E funcionou. De melhores amigas, passamos a ser irmãs, e até hoje, se uma de nós precisa e a outra não está se “ligando”, temos toda a liberdade do mundo de dizer para a outra que só precisamos ser ouvidas. É uma das maiores dádivas que Deus já me deu. 🙂

    Gostar

  4. “Deus nos deu DOIS ouvidos e UMA boca, isso, com certeza, deve querer dizer alguma coisa, você não acha?” Bem observado!

    Concordo com o que você disse. E uma coisa que também acho importante é: além de ouvir o problema dos amigos, é não falar que os problemas deles são menores que os seus. Tudo bem que pode ser um bom exemplo de que a vida dele não está tão ruim quanto ele pensa, mas o resultado pode ser diferente. Pode acabar soando/tendo o efeito de desmerecer o problemas alheios, o que não é legal. Acredito que cada problema é único, e que cada um tem os problemas que pode carregar [ou não], assim como uma reação diferente a eles.

    Sabe o que eu mais gosto no seu blog? É que tem sempre posts abordando sobre assuntos importantes da vida, fatos que as vezes nem observamos, e que você põem em questão. Eu quero poder chegar lá um dia.
    O seu blog tá parecendo um livro de auto-ajuda, em que cada post/assunto é um capítulo, um passo para uma vida melhor. E eu gosto disso! ;D

    Gostar

  5. É realmente complicado achar alguém para apenas ouvir o que precisamos falar, desabafar. Mas eu sempre entendo os conselhos como algo bom, afinal a pessoa está tentando ajudar, e isso com certeza mostra que ela quer o nosso bem. Cada um tem uma forma de demonstrar os sentimentos, e eu acho que quando um amigo, eu disse AMIGO MESMO, te dá um conselho não é nada mais, nada menos que uma demonstração de afeto!
    Concordo que as vezes precisamos de alguém apenas pra nos ouvir, então eu sempre procuro a pessoa certa quando isso acontece, ou simplesmente escrevo em algum lugar, blog, fotolog, isso acaba me ajudando muito.
    Enfim, sabe que to aqui pra te ouvir, APENAS OUVIR, não sabe? Qualquer coisa pode me mandar calar a boca, eu calo.
    Beeeijos, amo você mamy :*

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s