Pensando na realidade das coisas

Esse post tinha que ter saído na sexta-feira passada por causa do feriado, mas eu estava viajando, então me poupem! (Os próximos posts inclusive serão sobre a dita viagem! #Paraty)

_____

Dia 20 de Novembro foi um feriado bááásico para o pessoal do estado do Rio. Mais um no calendário de datas comemorativas dedicadas a momentos históricos ou pra tentar reparar besteiras passadas.

Sinceramente não acho que seja apropriado um dia para a “Consciência Negra”. O cara vai fazer o que? Sentar e passar a ter consciência de que é negro? Ele já sente isso todo dia quando é discriminado na escola, no trabalho e em lugares públicos.

Hoje em dia, mesmo com todo mundo sabendo que não existe esse negócio de raça superior, ainda tem umas antas pra tratar afro-descendentes como lixo. A propósito, esse é um termo com o qual eu não concordo muito, pra mim é apenas mais uma maneira de tentar separar as pessoas em classes diferentes. Qualquer palavra pode ser usada de modo ofensivo dependendo do tom que a pessoa utiliza para tal! De modo que se eu chegar e falar que vi um cara que era, tipo assim, O Negão, estarei fazendo um tremendo elogio (conheço cada um #gizuis! *o*). Mas tem gente que não gosta, então tem que respeitar, né?!

Aí você pega e pergunta: O que uma branquela que só tem melanina no cabelo tem pra dizer sobre Orgulho Negro?

Bom, é o seguinte eu acho que não precisamos de uma data específica pra lembrar que os descendentes de africanos passaram muito tempo mesmo sofrendo nas mãos brancas dos seus senhores.  Que depois da Leia Áurea ficaram muito tempo à margem da sociedade. E, mesmo hoje, ainda sofrem com gente de mente pequena que não sabe o que faz. Criar um dia específico para lembrar isso é algo muito pequeno porque nada vai apagar o que aconteceu. (Mais ou menos o que aconteceu com o Dia do Índio, da Mulher, das Crianças…)

Ano passado morei 6 meses numa cidade no interior de Minas (só não digo que era o Cê-U do mundo porque era alto demais pra isso, a não ser que o mundo esteja de rabo pra cima e eu não sabia ¬.¬). Todo mundo sabe que o Estado de Minas transpira História e que a maior parte dela foi construída por escravos. Naquela cidade ainda existem ruas com calçamento de pedras daqueles bem antigos. Sei que pode parecer estranho, mas toda vez que eu olhava pra aquelas pedras me dava uma tristeza… Porque eu não tenho nem ideia da quantidade de escravos que sofreram o dia todo no sol pra acentá-las uma por uma e formar o que, naquela época, deveriam ser estradas.

É por isso que eu afirmo que não se pode lembrar do que aconteceu apenas uma vez por ano!

Somos brasileiros, não tivemos Martin Luther King Junior, Malcom X e nem Panteras Negras, mas nós tínhamos Quilombos de escravos que tentavam lutar por sua liberdade. (O mais famoso reprensentado por Zumbi, o Quilombo do Palmares) As pessoas dão valor demais a cultura estrangeira e esquecem de como a nossa é importante.

Machado de Assis era mulato. O escravos inventaram um monte de delícias com os restos de comida que hoje são famosas e típicas no nosso país. Deram um jeito de transformar a luta da Capoeira em arte e com sua força ajudaram a construir uma nação. O pessoal lá do morro inventou o samba, que é uma das coisas mais divulgadas lá fora. (Mim não gostar pagode, mas curtir muito um sambinha \o)

Por tanto tempo os negros foram mal considerados que alguns chegaram a ter vergonha de sua cor. Mas a verdade é que os afros são lindos, mais fortes e resistentes, aquela coisa ancestral vinda dos povos tribais. E eles não ficam vermelhos e ardendo quando ficam muito tempo no sol… x_x #inveja

Nenhum brasileiro pode, em sã consciência dizer que não tem um pezinho lá na África! Eu, particularmente, não tenho como provar, mas vai saber! 🙂 Na minha família várias pessoas tem queda por gente “da cor”. Todo mundo misturado e eu acho isso lindo! *-*

Não sei se é porque eu sempre fui criada no meio de todo mundo, mas ser ou não ser negro pra mim nunca teve diferença alguma. São pessoas com o tom de pele diferente como todo mundo, chineses, holandeses, mexicanos. Acho que todo mundo deve ter orgulho daquilo que nasceu e ajudar os outros a sentir o mesmo! \o/ A coisa mais linda no Brasil é essa mistura que nos torna um povo tão especial.

Mas o que é que eu sei? Eu sou só uma pós-adolescente com cara de criança que tem orgulho da cultura miscigenada do seu país… 😀

Monumento às Três Raças (Goiânia-GO)

12 thoughts on “Pensando na realidade das coisas

  1. Nossa amiga, me orgulhei demais agora. É o melhor texto que já li sobre o assunto!
    #faloumesmo Tô contigo e não abro.
    Morri de rir com o “só não digo que era o Cê-U do mundo porque era alto demais pra isso, a não ser que o mundo esteja de rabo pra cima e eu não sabia ¬.¬”, mas o texto todo tem essa pitadinha de humor, e eu adooooro.
    Eu tenho certeza que tenho tudo quanto é raça no meu DNA, e me orgulho disso. E realmente, tem muito Negão Tudão por aí que bate muito branquelo dos zóiazul por aí… Chega eu morro! #meabana

    Adorei!
    [Ela é minha amiga! Ela é minha amiga!]

    bjuxx*
    LoveYou

    Gostar

  2. Eu ADOOOORO esses blogs super cultos que eu sigo. Fala sério, vá ser antenada com o que é importante nesses dias lá… lá… lá no Brasil, viu?! ;p
    Tá de parabéns, adorei o post, flor!
    Beijinhos.

    Gostar

  3. É um tema chato de se tratar, pois as opiniões são muito diferentes. Mas concordo com essa sua posição. Acredito que a data sirva nada mais nada menos que para fazer com que a diferença racial seja cada vez mais acentuada. Sou contra cotas e festas voltadas a esse propósito.

    Parabéns pelo post. Transpirou sabedoria e posição firme! Adorei.

    beijoo

    Gostar

  4. É… faz algum tempo que eu não passo por aqui, mas lembrei-me deste texto (muito bom diga-se de passagem). Concordo sobre o feriado ser ridículo. Concordo totalmente.

    Beijos.

    Luisão.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s