Contemplação da Natureza

Pra quem não conhece a história de Anne, ela era uma judia que se escondeu durante a 2ª Guerra Mundial, para não ser levada e morta num campo de concentração. Sua família e mais uma outra ficaram escondidos durante uns dois anos numa casa improvisada, dentro de um prédio e eram ajudados por amigos.

“Quinta-feira, 15 de junho de 1944

Querida Kitty,

Será que é por estar há tanto tempo sem pôr o nariz para fora que me tornei tão doida por tudo quanto diga respeito à natureza? Lembro-me perfeitamente de que não havia céu azul, canto de pássaros, luar e flores que me fascinassem como agora. Mas isso mudou desde que vim para cá.

Em Pentecostes, por exemplo, quando o calor era sufocante, fiquei acordada até às 11:30 da noite para contemplar a lua à vontade, sozinha. Foi em vão o sacrifício; o luar estava tão claro que não me atrevi a correr o risco de abrir a janela. Outra vez, isso já faz alguns meses, eu estava lá em cima e a janela aberta. Só desci quando ela teve de ser fechada. A noite escura e chuvosa, o temporal e as nuvens que corriam empolgaram-me completamente; era a primeira vez, em um ano e meio, que via a noite face a face. Depois daquela noite, meu desejo de torna ra vê-la foi mais forte que o medo dos ladrões, ratos e assaltos à casa. Desci sozinha e fiquei a olhar através das janelas da cozinha e do escritório particular. Muita gente adora a natureza, muitos são os que, ocasionalmente, dormem ao ar livre; os que estão encerrados em prisões e hospitais anseiam pelo dia em que poderão sair para gozar suas belezas; mas são poucos, muito poucos mesmo, os que ficam fechados, isolados daquilo que pode ser compartilhado entre ricos e pobres. Não é imaginação minha dizer que olhar para o céu e ver as nuvens, a lua e as estrelas torna-me paciente e calma. É remédio melhor que valeriana ou bromureto; a Mãe-Natureza me torna humilde e me infunde coragem para enfrentar as adversidades.

Infelizmente tem que ser assim: a não ser em poucas e raras ocasiões, aqui, só tenho podido contemplar a natureza através de cortinas de renda sujas, penduradas em janelas poeirentas. E já não é prazer olhar através delas, pois a natureza é a única coisa que não aceita adulteração.

Sua Anne”

Dizem por aí que a gente só se dá conta das coisas que são importantes quando as perdemos. Quantos de nós veem o sol nascer todos os dias, a lua e suas fases, flores que desabrocham e não paramos pra prestar atenção nisso, por se algo “comum”? Pois é, se um dia ficarmos sem isso, com certeza vamos reclamar!

Todas essas “pequenas coisas” que acontecem todos os dias fazem parte de algo maior que nós, as únicas que fazem parte da vida de todo mundo, sem restrições de raça, credo e classe. Contemplar isso tudo é um privilégio que precisamos nos dar ao trabalho de prestar atenção a como é importante. Deus é realmente maravilhoso!

Advertisements

10 thoughts on “Contemplação da Natureza

  1. Deus é realmente maravilhoso! [2]
    Mesmo no Brasil eu já não era tão desatenta aos espetáculos naturais com os quais somos presenteados todos os dias, mas depois de morar aqui na Austrália, virei a fã número um deles! Tiro fotos do pôr-do-Sol pelo menos uma vez por semana e paro pra assistí-lo quase todos os dias – não existe céu como o da Austrália, é sério! 🙂
    Beijinhos, flor!

    Gostar

    • Você morava em São Paulo, né? Nunca fui na cidade, mas na cidade grande realmente a gente não pode ver nem o orizonte direito! Da minha janela eu posso ver o sol nascer todas as manhãs se eu quiser, é lindo! Em Rio das Ostras eu vejo todo o dia o mar azul e depois verde, assim que chego, igualmente perfeito! *-*
      Tenho algumas fotos que eu tirei há algum tempo que penso em postar, sobre coisas lindas que a gente não para pra prestar atenção sempre. Quem sabe…

      Gostar

  2. “Dizem por aí que a gente só se dá conta das coisas que são importantes quando as perdemos. Quantos de nós veem o sol nascer todos os dias, a lua e suas fases, flores que desabrocham e não paramos pra prestar atenção nisso, por se algo “comum”? Pois é, se um dia ficarmos sem isso, com certeza vamos reclamar!”

    Ta ai um trecho da sua postagem que resume bem a essencia do texto 😀

    Gostar

  3. Costume. Essa palavra, que quase sempre tem uma boa receptividade, é a culpada por isso. Quando nos acostumamos com as coisas, como um amor ou uma situação, acabamos nos tornando passivos e deixamos de dar o devido valor. Exemplo? Lembra daquela coisa que há 3 anos atrás você queria comprar e conseguiu? Bem, onde está ela agora? Provavelmente empoeirada, jogada, inutilizada.

    Ou mesmo o ato de respirar. Ele é tão essencial em nossas vidas e mal nos damos conta do quanto ele é importante. Quer dizer, não damos valor a ele, não o exercitamos ou desenvolvemos…mas basta uma pequena parada respiratória para sentir os efeitos de sua perda…

    Gostar

  4. Que visual bonito do seu blog hein! Adorei *-*! Esse post me lembrou a última quinta-feira (?) quando por trás de várias nuvens surgiu um pequeno ponto de luz e eu fiquei observando aquilo encantada. Aos pouquinhos a Lua Cheia foi surgindo, branca, brilhante, imponente, linda, linda. Parecia uma criança se escondendo de vergonha e aos pouquinhos aparecendo. E eu sorri feito boba, as pessoas de dentro do ônibus devem ter me achado uma louca. Mas e daí? Eu amo olhar o céu, as estrelas, o sol, as nuvens, a lua, as flores, as folhas balançando com o vento. Eu AMO mesmo e se tudo isso deixasse de existir me faria muita falta. Desculpa pela falta de frequência, meu tempo anda curtíssimo… Você está na faculdade, deve entender como é né? Beijo flor, boa semana! E feliz páscoa atrasadérrimo.

    Gostar

    • Ahuahahauuhauh!
      Eu entendo sim, mas mesmo não tendo tanto tempo quanto antes eu simplesmente não passo sem esse lugar aqui!
      Não se sinta boba, qualquer um com o mínimo de sentimento faria o mesmo!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s