Em porta fechada…

Deixa eu dizer uma coisinha sobre privacidade: eu não a tenho! Qualquer pessoa que mora numa casa cheia de gente e deseja que pelamordedels a deixem em paz há de concordar comigo que isso é um saco. Não se pode dormir, estudar, ver TV, ouvir música ou coçar o próprio saco que seja sem alguém ficar entrando no quarto – isso se tiver um quarto que seja somente seu…

Sou uma pessoa extremamente afeita a portas fechadas e o que a gente faz quando vê uma porta fechada? Hein, hein? *cantando* Bateee!!! Mas parece que essa regra não vale pra todo mundo que frequenta a mesma sociedade que eu… O que é uma pena, pois penso que respeitar o espaço alheio é uma das principais regras de convivência a serem seguidas.

E mesmo que a porcaria da porta esteja aberta, mesmo que você esteja ao ar livre, não há motivo pra ninguém ficar fungando no seu cangote pra saber o que está fazendo. Tudo bem que as pessoas são curiosas, eu também sou muita coisa, mas isso não me dá o direito de invadir o espaço de ninguém. Será que vamos ter que começar a sair por aí com uma plaquinha de “Não perturbe”?

O mais chato disso tudo é que a gente acaba ganhando fama de ignorante quando reclama da falta de privacidade. Precisa ficar lembrando o tempo todo quando pretende ficar a sós consigo mesmo e seus pensamentos secretos  de modo que prefere não ser chamado. Seria tão mais fácil se as pessoas se dessem conta disso a partir do momento em que uma porta é batida fechada.

Claro que em certos momentos nem dá pra exigir privacidade. Se você põe seu status duma rede social como “solteiro” quando pouco tempo antes estava escrito “em um relacionamento sério…”, as pessoas vão querer saber por que. Se você posta fotos sensuais as pessoas vão ver, nem adianta apagar depois e dizer que “foi sem querer” porque la mierda já está muito bem feita. Pra falar a verdade, internet é uma mierda, a Google sabe mais que a tua mãe sobre os lugares aonde você vai. Se ela resolver consulta-lo pra saber o que se passa, com certeza vai descobrir!

Com tanta revista e programa de fofoca por aí falando da vida dos outros, as pessoas se acostumaram a ver e fazer esse tipo de coisa, agora pensam que não tem nada de mais. Parece que aquela regra de ouro do “não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você” já deixou de funfar tem muito tempo…

 

 

10 thoughts on “Em porta fechada…

  1. Engraçado que estava procurando uma figura na Internet e cheguei a essa, no seu blog!!! hihiihihihih Coincidências a parte… adorei o post e concordo em gênero, número e grau! Essa questão de privacidade eu acho tão fundamental para a nossa vida e mesmo assim é tão difícil de tê-la!!!

    Gostar

  2. Eu que o diga, amiga! Falta de privacidade, de espaço próprio, de liberdade de ação fazem parte da minha realidade desde que vim pra cá pra morar na casa dos outros [mesmo que seja da minha avó]. Não tenho quarto, espaço pras minhas coisas, e muito menos liberdades que teria em minha casa. Mas depois de oito anos assim, só o que posso fazer é esperar pela conclusão da obra da minha casa, e arranjar um emprego pra ir juntando grana pra um futuro apê.😉

    Gostar

    • Precisamos conquistar nossa independência financeira logo D:
      Eu sabia que vc entenderia mais do que ninguém a situação.

      Gostar

  3. Ain nem me fale, eu mesmo trancando a minha porta as vezes me irrito com as pessoas espancando a porta quando estou concentrada em algo e não quero me desviar!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s