Praticar o desapego

Já devo ter comentado por aqui (em algum momento, nao sei qual) sobre a dificuldade em me desfazer das coisas. Parece que estão arrancando um pedaço de mim.

Sei que não e bom ser apegado a coisas materiais, perdemos tempo demais com isso. Mas com essa história de mudança preciso me desfazer de muitas coisas que estão na minha vida pra ocupar espaço à toa, então é uma boa hora.

Preste atenção, não é uma simples limpeza anual na qual eu jogo velhos papeis fora. É o momento em que olho o guarda roupa e vejo o tanto de coisa que juntei. Fui comprando roupas novas sem me desfazer das antigas e o acúmulo se tornou tanto que existem algumas que não são vestidas a séculos.

Parei pra pensar que, definitivamente, não vou voltar a usar 36, mesmo que emagreça. Tenho 22 anos e minha genética diz que serei quadrilzuda o resto da vida. Então, por que guardar coisas que não me servem mais, pelamordedels!

E foi com tristeza no coração que separei minhas roupas em pilhas por ordem de importância. Se você visse a quantidade da pilha não uso\não cabe… Com essa coisa toda de enxente acontecendo sempre vai ter alguém precisando de roupas, acaba sendo bom por vários motivos – desocupar espaço e ajudar os outros. E no fim das contas… sabe que nem doeu tanto?

Acho que já perdi coisas muito mais importantes do que objetos. Me doeram muito e ficar me corroendo ao olhar roupas que não cabem seria imensamente pior (só quem tem um probleminha ou outro com o peso pode imaginar isso). Já aquelas lembranças… bonecas e brinquedos muito bem guardados (os que minha mãe nao me obrigou a dar pra menor), esses vai ser difícil de largar . Freud teria muitos comentários sobre isso, mas eu quero mais e que ele… enfim, você sabe como é. u.u

P.S: Pelo que estou vendo, voltarei a postar diretamente aqui do Laboratório do PURO até comprar o notebook e voltar a ter internet… medo! u.u

Anúncios

5 thoughts on “Praticar o desapego

  1. Já eu nunca tive problema algum em me livrar de roupas que não uso, etc. Minha mãe até reclama, dizendo que eu poderia dar para minha irmã, uma prima, ou até ela mesma. Quando vou fazer a limpa, faço sem dó nem piedade. Mas talvez seja por eu não ter o menor apego às minhas roupas, já que não uso o que quero, por ter excesso de peso.

    Bjoss

    Gostar

  2. Muito bom seu relato. FEchou com a minha dificuldade.Só que no meu caso é mais crônico ainda. Guardo vestidos de qdo era jovem e magra p a tartaraneta ver .rsrsrs. Primeiro vistinho da filha, etc. e papeis pessoais também. Contrato de 10 apartamentos atrás p saber onde era e qto media,etc. Atribuo isto também a pouca memória, então preciso consultar. hahaah

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s