O Acaso do Descaso

Abaixo, um trecho do comunicado que recebemos por e-mail da nossa Coordenação:

“A direção do Pólo Universitário de Rio das Ostras (Puro) da Universidade Federal Fluminense decretou Luto Oficial de 7 dias pelo falecimento da aluna de Serviço Social Maria Clenilda de Moraes Lima Abreu, vítima de atropelamento por moto, no dia 23 de agosto, quando  atravessava a rodovia Amaral Peixoto para ir à faculdade.”

Professores, alunos e funcionários do pólo convidam a toda comunidade acadêmica para a Missa de 7º dia a ser realizada no dia 30 de agosto, às 18h30,  na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, no Centro de Rio das Ostras.

Semana passada nós paramos o trânsito pra ver se algo acontecia, se alguém notava nossa presença. Porque estamos todos aqui, não recebendo favores de ninguém, assim como uma colega de classe nos disse, mas exercendo nosso direito de ir e vir simplesmente para estudarmos e contruir nosso futuro. No entanto esse direito está sendo corrompido todos os dias por uma série de questões, entre elas a falta de segurança para todos que frequentam diariamente o Pólo Universitário de Rio das Ostras.

Porque foi exatamente o que aconteceu, ligaram o maldito sinal de trânsito, que havia sido colocado após uma manifestação pública dos estudantes, uma dia após a morte de uma pessoa que precisava atravessar a pista todos os dias para ir a faculdade…

O que eu disse no final de semana no facebook, simplesmente vou repetir aqui:

“Após a morte da aluna do PURO e ligarem o sinal que nunca tinha funcionado antes, nós sabemos que, para colocarem guardas na nossa rua, mais alguém vai precisar ser assaltado ou alguma garota será estuprada…”

Eu já fiquei pra trás um dia depois de perder meu ônibus universitário e o lugar não é seguro. Os seguranças do PURO não podem exercer sua autoridade além dos portões da faculdade, precarizando imensamente a nossa segurança. Como se já não bastasse a falta de espaço e professores!

Entre todas as palavras que foram ditas por alunos e professores a única coisa que fico realmente pensando é na transformação dessa pessoa, que tinha família e amigos, em um número representante das estatísticas dos acidentes de trânsito no Brasil. Nós não vamos esquecer a morte dela tão facilmente, claro, mas aos poucos as coisas se esfriam e, se não tomarmos cuidado, as coisas continuarão do mesmíssimo jeito de sempre!

Se você, assim como eu, não aceita esse final, vamos divulgar e nos movimentar para não fazer morrer essa causa.

3 thoughts on “O Acaso do Descaso

  1. A violência vive em manchete, mas continua sempre praticamente encoberta e desmerecida pelo poder público por tantas outras coisas “fúteis” e egoístas, como as construções para a copa e as obras que os políticos fazem perto das eleições só pra poder dizerem que fizeram alguma coisa. Não entenda mal, acho um evento esportivo como esse importante para nosso país, e asfalto uma necessidade para quem vive na lama. Mas o que adianta ter isso, se não podemos andar com segurança, sem ficar morrendo de medo e correndo o perigo de sermos assaltados ou de até morrer por conta de um celular.
    Acho esse um assunto tão sério e importante, que meu TCC se trata de um projeto para divulgar e tornar conhecidos tanto mobilizações em prol da paz, quanto os índices e casos sobre violência. Assim, espero estar fazendo um pouco minha parte!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s