Living Alone…

Esse post era pra ter saído no máximo seis meses depois que comecei a morar sozinha. Mas com essa mania que eu tenho, fui deixando pra depois porque nunca tinha paciência de parar e escrever tudo (a idéia inicial era dividir em partes). Agora que se passaram dois anos, depois de tanta coisa que aconteceu, talvez seja a hora certa de resumir toda a experiência.

Ficou grande e estou com preguiça de dividir, se virem!

[A Motivação]

images (8)Você não pode querer sair da casa da mamãe sempre que houver uma briga. Morar sozinho não é algo fácil de fazer e nem todas as pessoas conseguem. Muita gente me perguntou por que eu saí de casa, já que era tão mais fácil continuar onde eu estava e com menos responsabilidades. Era sempre “Nossa, você é tããão nova!” ou “Você consegue ficar lá sozinha?” e a pior de todas “… sem um homem pra ajudar!”.

A resposta é simples: estava na hora. Eu fiz 22 anos (estava brigando com minha mãe, sim, mas não foi à toa) e comecei a pensar que já era tempo de ter um canto meu, onde eu pudesse fazer tudo do meu jeito.

Eu já tinha um EMPREGO para me sustentar, mas não me iludia pensando que a vida passaria a ser perfeita. Também não queria simplesmente sair e depois precisar voltar com o rabo entre as pernas, pedindo arrego porque não conseguia me virar.

Hoje em dia as mulheres não precisam sair de casa só depois de casar, pelamordedeos! Não sei por que o povo acha que homem faz falta pra tudo – Embora eu tenha que reconhecer, em muitos casos as coisas são resolvidas porque um homem tomou à frente na situação. Mas isso tudo acontece porque muitos homens só respeitam outro homem e não aceitam negociar com mulher, ou nem mesmo as próprias mulheres se dão valor, dizendo o tempo todo “Que falta faz um homem em casa.” #tnc. O que eu não sei fazer é por preguiça.

[A Casa]

28262195Não saia correndo de casa como se sua vida dependesse disso. Escolha um lugar com cuidado, DENTRO DO SEU ORÇAMENTO. Morar em uma casa bancada pelos pais não te faz uma pessoa independente de verdade, acredite, eles dão um jeito de jogar na tua cara (tentei uma vez, sei o que digo).

Sem esbanjar, mas também sem morar em qualquer espelunca, porque a dor de cabeça pode ser pior depois. E também muito cuidado com os vizinhos, eles podem achar que tem o direito de tomar conta da sua vida. Acabei escolhendo morar longe da minha mãe porque, do contrário, seria o mesmo que continuar enfiada na casa dela.

[A Mudança]

imagesA mudança é, possivelmente, a parte mais crítica na hora de sair de casa. A gente sempre vai ficar na dúvida do que deve ou não deixar para trás. Quem já está acostumado não se importa, mas sempre fui ligada aos meus pertences. Um conselho? Livre-se da maior parte daquilo que você sabe não fazer realmente falta. Fica mais fácil se for precisar fazer muitas mudanças em um curto período. Não guarde coisas demais, como eu fiz, só atrapalha.  É o começo de uma nova vida e merece espaço.

[A Arrumação]

faxinaMinha mãe me obrigou a saber ser dona de casa, obrigada por perguntar, mas isso não quer dizer que goste de qualquer uma dessas coisas. Manter a casa arrumada é uma habilidade que, talvez, eu nunca consiga dominar. Eu sempre chego cansada do trabalho e quero fazer qualquer outra coisa, menos limpar.

Minha querida mãezinha (com quem me dou melhor depois que saí de casa, tome nota) me ensinou a fazer tudo, grazadeos, para quando eu saísse de casa e fosse viver minha vida. Ela nunca foi daquele tipo de mãe “pra quando você casar”. Mais uma vez, mulheres hoje em dia não estão sob esta obrigação. Só que as pessoas precisam aprender, então eu aprendi. Sou mais organizada com o trabalho do que com minha vida pessoal, de modo que passaria vergonha se alguém me visitasse – esconder isso não me ajudaria (Mas juro que estou praticando pra melhorar nesse aspecto).

Então, simplesmente não baguncem para não ter que arrumar e pronto. Uma faxina por semana e fica tudo certo! Claro que poder pagar alguém pra fazer no seu lugar é melhor, mas eu sou pobre.

[A Cozinha]

images (2)Aprendi a cozinhar simplesmente para não morrer de fome, no mesmo estilo que aprendi a limpar, às vezes eu gosto, às vezes não. Quando estou inspirada os pratos saem ótimos, outras vezes nem tanto. Experimentar coisas novas é sempre bom e não é difícil como parece, se souber o básico.

Embora cozinhar para um seja sempre penoso, é o melhor caminho. Fast food e comida congelada não são opções saudáveis, embora eu nem precisasse explicar o óbvio. De modo que, se você não souber cozinhar, pode ir ao restaurante (dizem que compensa, já que os preços nos mercados estão uma coisa gritante). Qualquer coisa pede ajuda pra mãe, tia, avó, vizinha…

[As Contas]

images (3)O item mais tenso e, ao mesmo tempo, mais simples da lista.

– Faça contas para pagar suas contas –

Depois que você saiu de casa, se não quiser depender mais de ninguém, precisa aprender que nem tudo o que você quer é o que precisa. Priorize aluguel, luz, água e supermercado. ECONOMIZE nos gastos para ter o que gastar com os amigos, se for o caso. E, por favor, tenha cuidado com o cartão de crédito!

Acabei ficando no vermelho (por motivos outros que não o cartão) e realmente é humilhante não ter dinheiro pra nada. Sua resposta sempre será “não posso” para um monte de coisas e isso é horrível. E olha que as minhas dívidas nem iam muito além de livros. Se for péssimo em matemática, como eu, peça ajuda. Anotar tudo também é bom. Mas é sempre melhor que os gastos fiquem abaixo do dinheiro que ganha, óbvio.

[As Visitas]

images (4)Ah, os amigos! Eles sempre acham que casa de solteiro é zona e que a gente tem que fazer festa todo final de semana. Quem não tem muitas responsabilidades na vida não é capaz de entender (discurso de adulto chato).

A não ser que tenha ótimos amigos, quem vai ter de limpar a bagunça é sempre você, sozinho. Se estiver disposto a passar por isso, bem, se não, simplesmente não convide. Banque o chato mesmo e o resto que se exploda. Sua casa, suas regras – essa é a parte legal!

[Os Animais de Estimação]

images (5)Sabe aquilo que dizem sobre os filhos, “…melhor não tê-los, mas se não tê-los, como sabê-los?”. Animais de estimação funcionam da mesma forma: dão trabalho, requerem uma atenção e cuidados que nem sempre estaremos dispostos a dar. No entanto, sempre serão ótimos companheiros, melhores que muita gente que eu conheço.

Aconselho sempre machos ou fêmeas castradas. Minha antiga gata teve filhotes demais e no final eu já não tinha dinheiro pra cuidar de ninguém. Agora pretendo passar um bom tempo sem ter nenhum, até ter certeza de que estou pronta para assumir novamente a responsabilidade.

[Os Colegas de Quarto] – Item opcional

roommateSó divida a casa/apartamento se for muito necessário. Aprender a lidar com outra pessoa pode ser pior do que lidar com sua própria família. Muitas amizades foram desfeitas por causa de briguinhas sobre divisão de despesas e tarefas. Você não quer sair de um problema para outro, se for esse o motivo de ter se mudado, em primeiro lugar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s