Resenha: A Sexta Mulher (Suzannah Dunn)

A Sexta MulherTítulo: A Sexta Mulher
Autora: Suzannah Dunn
Editora: Record
Publicação: 2010

Sinopse:

Romance arrebatador sobre amor, paixão e traições na conturbada Era Tudor. Com a morte do rei Henrique VIII, sua sexta – e última – mulher, Catarina Parr, torna-se viúva após quatro anos de completa dedicação a um complicado casamento. Poucos meses após a morte do marido, Catarina conhece o atraente Thomas Seymour, com quem vive, pela primeira vez, uma forte paixão. O casal se une em um polêmico casamento, que se torna alvo de severas críticas. Sua melhor amiga, a duquesa de Suffolk, é a mais implacável opositora dessa união. Logo, as duas revelam-se grandes rivais, competindo pelo amor do mesmo homem. 

Não confie na sinopse. É o primeiro e mais precioso aviso que eu posso lhe dar a respeito deste livro, mas estou me adiantando, vamos começar pelo básico, como sempre.

Bem, não há do que se reclamar quanto ao trabalho estético dos livros da Record, grazadeos, então o livro é realmente tão lindo quanto parece. Se bem que eu o imaginava um pouco mais cheinho. Culpa minha por nunca olhar o número de páginas. E não poderia tê-lo comprado assim tão facilmente se não fossem as maravilhosas trocas no SKOOB! Sim, sim, estou aqui fazendo propagando de algo e nem vou ganhar dinheiro pra isso!!! A verdade é resolvi dar uma chance para as trocas de LIVROxLIVRO e, felizmente, deu certo.

Agora, o livro. Ele é “Envolvente até a última página!”, como diz a bendita propagando do jornal The Times, logo na capa (odeio propagandas de capa, mas essa foi discretinha e combinou com o esquema de cores.). De uns tempos pra cá, provavelmente desde que assisti o filme A Outra, com a Nathalie Portiman e a Scarlet Johanson, comecei a me sentir atraída pela chamada Era Tudor – O Rei Henrique VIII, suas mulheres, o rompimento com a Igreja Católica por causa de Ana Bolena, Elizabeth, enfim –, tendo buscado livros sobre o assunto, mas este é o primeiro que realmente li. E é exatamente isso que você tem que esperar desse livro.

Não estou no clima de romances desesperados, ou como disse a própria autora no final do livro, cheio de “por obséquios” e “bustos ofegantes”.  Sendo assim, o estilo da Suzannah Dunn me agradou bastante porque é rápido e prático, mas delicado ao mesmo tempo, a leitura fluiu bem pra mim. Algumas pessoas, porém, podem não ter o mesmo deleite que eu. O livro não me pareceu calcado no romance, pelo menos não em Cate (Catarina Parr), como era de se esperar, pois quem narra é sua melhor amiga, Cathy (Catarina Sufolk). Mesmo nome, apelidos parecidos, pode parecer um pouco confuso no começo.

Mas o fato é que eu me amarro em fofocas palacianas! Mesmo sendo uma história fictícia é maravilhoso imaginar que toda aquela pompa e circunstância estava cercada de submundos e história paralelas. O livro é sobre todas as impressões da Cathy a respeito de sua melhor amiga, que de tão perfeita chegava a ser inalcançável, em contraponto com sua própria solidão, seus medos e opiniões. É a visão de uma protestante durante a reforma religiosa; uma mulher viúva com dois filhos pra criar e que, próxima demais da corte, está sempre a mercê de qualquer decisão tomada pelo governo. Uma mulher avançada para seu tempo, mas que não foi muito dona de sua própria vida, tendo se casado com o próprio tutor aos 14 anos e tido dois filhos logo em seguida.

É interessante ver o modo como a Cathy pensa as coisas, sua relação com o pomo da discórdia, Thomas Seymour, até sobre Elizabeth Tudor  – A Elizabeth, aquela que mais tarde foi rainha da Inglaterra, sabe.  A Cate chega a ser secundária, embora Cathy fale dela o tempo todo.

E o Thomas, bem… Safado, cachorro, sem-vergonha, como você pôde fazer isso, vemcáseolindo! *-* O sentimento é esse, se é que dá pra entender, amor e ódio pelo personagem masculino principal que faz um monte de besteira mas consegue ser um tesão. Os atos cachorrísticos dele são descritos ora de forma delicada, ora devassos, perfeito pra mim *cofcof*. Fiquei imaginando o ator Joseph Fiennes [Shakespeare Apaixonado (1998) | Elizabeth (1998)] o tempo todo!

Enfim, essas são minhas impressões sobre A Sexta Mulher. Totalmente diferente do esperado e uma grata surpresa. Já estou procurando por mais livros da Suzannah Dunn!

Arte: Adriana Brenna Gonçalves
Arte: Adriana Brenna Gonçalves

4 thoughts on “Resenha: A Sexta Mulher (Suzannah Dunn)

  1. Se tem resenhas que gosto de ler, são as suas! Não porque és minha bff, mas porque você tem trás para as linhas dos seus textos uma equação imprescindíveis para mim: informação + irreverência. É prazeroso ler!
    Eu já conhecia o livro pela capa e sinopse, e também tenho vontade de ler, mas não sei quando terei oportunidade. Mas graças à você, minha curiosidade aumentou, então vou tentar fazer com que seja o mais rápido possível!
    Até mais, ma chérie! ;*

    Gostar

  2. Deu vontade de ler! Você também estava com o pé atrás nas trocas do skoob? haha
    Também não confio muito, mas fico olhando na estante virtual, é difícil ter um preço bom e justo por um livro usado lançado recentemente. Já vi muita gente vendendo livro com sinais de uso, nome escrito a caneta na primeira página por um valor mais caro que o livro na ponto frio. Aff.
    Enfim, darei um jeito de ler *-* Provavelmente ano que vem, esse ano tenho que terminar minha meta de leitura e já atropelei muita coisa em cima dela haha

    Gostar

    • Eu posso te emprestar!
      A menina que trocou comigo demorou um pouco porque teve problemas pessoais, mas me manteve informada o tempo todo. E agora dá pra rastrear as encomendas do correios por um aplicativo no Google Chrome, é só procurar.
      Também estou atrapalhada com a minha meta, só que mesmo não lendo tanto eu tenho feito outras coisas também produtivas, então tá tudo certo.
      Beijo

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s