Mamãe&Bebê » Compras para o Bebê

image

Quando engravidei eu tinha muitos planos para o quarto do bebê, as roupinhas, cada detalhe que eu queria escolher pra essa nova pessoinha que ia chegar na minha vida. Mas de repente, tudo virou de cabeça pra baixo e não foi nada disso que aconteceu.

No começo foi espaço, depois dinheiro e então, por último, problemas familiares. Eu não tive cabeça pra fazer nada além de cuidar da minha saúde e não prejudicar o meu filho dentro da barriga. Toda vez que eu tentava retomar o curso, acontecia alguma coisa.

Eu estava cheia de ideias, planejando todos os detalhes pra que o quarto do meu filho, mesmo que fosse pequeno, se tornasse um cantinho aconchegante. Minha primeira compra foi o berço, pouco tempo depois de descobrir a gravidez. Procurei em vários sites e acabei comprando um que vira cama, nas Lojas Americanas. Se eu não tivesse feito isso logo no começo, talvez não tivesse condições depois.

Depois precisei escolher o lugar para guardar as coisas dele, quase fiquei sem comprar nada, mas na reta final apareceu uma cômoda na minha vida, que não era o que eu queria, mas serve muito bem.
Meu filho nem quarto tem ainda, dorme com a gente no mesmo quarto mesmo. Não fiz a decoração que eu queria no cantinho dele porque a gente se mudou duas vezes até agora e isso desanima bastante.

Mas na reta final, fizeram um Chá de Fraldas pro Pedro no trabalho e uma das minhas amigas organizou um pra mim de uma hora pra outra. Isso ajudou muito, provavelmente um estoque até ele fazer um ano, mais sabonetes e até algumas roupas.

Ganhei um colchão pro berço, roupinhas, alguns brinquedos. Agradeço de coração a todo mundo que se dispôs a ter carinho pelo meu filho mesmo antes de ele nascer. (E por cada palavra de conforto e conselho, mesmo aqueles com os quais não concordo ou não estava com paciência pra ouvir.)

No finzinho da gestação e mesmo depois de nascida a criança, dei uma crochetada pra personalizar as coisas dele. Acho qua na vida de um bebê tem que ter frufru, se não nem vale! Hahaha Me deixou muito feliz e realizada poder fazer essas coisas por ele, mesmo aquém daquilo que planejei. Colocar energias positivas e amor no que a gente faz deixa tudo mais bonito.

As pessoas fazem listas na internet, cheia de coisas que o seu filho precisa durante os primeiros meses de vida. Determinados tipos de roupa, mamadeiras e utilidades para a maternidade. Mas a verdade é que você pode até se perder no meio de tantos gastos, muitas vezes desnecessários, esquecendo da coisa mais importante que o bebê vai precisar quando nascer: Você. Seu amor. Seu cuidado. Sua saúde. Sua paciência. O resto é secundário, acredite.

Mas eu mesma gosto de fazer listas, então aqui vai uma:
Berço, por motivos óbvios. Mas se você não tiver dinheiro pra comprar, pode usar um Moisés ou carrinho.
Carrinho, também por motivos óbvios. Existem vários modelos com preço mais em conta.
Cômoda. Se você puder ter um armário, ótimo, mas a cômoda cobre muito bem suas necessidades se não tiver coisas demais.
Banheira. Você vai precisar tirar a fedentina do seu rebento algumas vezes ao dia, provavelmente. Também pode ser utilizado como berço improvisado.
Canguru. Se puder comprar vai ajudar bastante, pra andar pra lá e pra cá em lugares onde o carrinho é mais complicado. O sling parece uma boa opção, mas não cheguei a testar e também sai mais caro.
Coeiros, toalhinhas de boca, fraldas pequenas e toalhas de banho. Crianças golfam e mijam demais, não entendo quem consegue sair sem isso.
Lençóis e fronhas. 3 ou 4 são suficientes.
Mantas. Mesmo no calor, pode ser que ele precise um dia.
Roupinhas. Vai depender da época em que o bebê nascer, mas não precisam ser tantas assim porque você mal vai usar. Mais fácil ter poucas e lavar com frequência. Bodys são perfeitos. Mas eu evitaria aquelas peças com pezinho fechado, se fosse você.
Kit de higiene: soro fisiológico, álcool 70%, algodão e gaze. Não estraga e você vai usar com certeza. E cotonetes, muitos cotonetes de bebê!
Bolsas de maternidade. Uma pequena e uma grande pra saídas curtas e longas. Se você for do tipo que viaja bastante talvez valha a pena comprar uma mala também.
Almofada de amamentação. Foi o item mais caro da minha lista, mas não me arrependo nem por um segundo, tornou minha vida muito mais confortável. O bebê também pode utilizar depois como apoio. E, por acaso, também funciona deliciosamente como travesseiro.
Mamadeiras e chupetas. Se você for usar, claro. Tentei passar sem a chupeta mas não deu. Mas não engane com designs arrojados e propagandas, provavelmente seu filho vai preferir a mais barata, mesmo depois de você ter gastado R$25 numa chupeta high tech. E mamadeira eu prefiro aquela com formato de peito, lembro que eu gostava bastante da minha quando era pequena, mas meu filho nem usa isso.
Mosquiteiro. Difícil de lidar, mas não consigo passar sem o meu. E com essas doenças andando por aí eu prefiro não dar mole, não.
Termômetro. Você só lembra que precisa na hora do desespero, então é bom se prevenir.

Eu acho que é só. Qualquer coisa eu volto aqui e faço um update.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s